Home / Actualidade / Fernando Santos eleito o melhor Selecionador do Mundo!

Fernando Santos eleito o melhor Selecionador do Mundo!

Fernando Santos foi eleito o melhor selecionador do mundo pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol.

Na eleição da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol, Fernando Santos ficou à frente de Lars Lagerback (Suécia) e Joachim Low (Alemanha). Recorde-se que o selecionador nacional é também um dos três finalistas ao título de treinador do ano da FIFA, ao lado de Claudio Ranieri (Leicester) e Zinedine Zidane (Real Madrid). O vencedor será anunciado a 9 de Janeiro em Zurique, na Suíça.

Aos 62 anos, o técnico luso alcançou o topo da carreira e entrou no restrito lote dos melhores do futebol mundial.

Com passagens por Benfica, F.C. Porto e Sporting no currículo, repetindo o feito do brasileiro Otto Glória, a caminhada para a “eternização” de Fernando Santos no futebol português começou a 29 de setembro de 2014 quando sucedeu a Paulo Bento com comando da seleção nacional.

Como sete vitórias consecutivas, o “engenheiro” – alcunha que lhe vem da formação em eletrónica e telecomunicações -, colocou Portugal na fase final do Euro2016 e viajou para França com o objetivo assumido de conquistar a prova, mesmo com a seleção nacional no lote dos “outsiders”.

A verdade é que Portugal apenas venceu um encontro nos 90 minutos, frente ao País de Gales (2-0), nas meias-finais, mas regressou de terras gauleses com o seu primeiro grande troféu.

Na fase de grupos, a seleção nacional somou três empates, com Islândia (1-1), Áustria (0-0) e Hungria (3-3), e na segunda fase eliminou a Croácia no prolongamento, por 1-0, afastou a Polónia no desempate por grandes penalidades, antes de Éder, no prolongamento da final, dar o triunfo sobre França (1-0).

Antes de levantar o mais importante troféu europeu de seleções, Fernando Santos já tinha alcançado outro feito inédito, quando levou o F.C. Porto ao quinto título nacional consecutivo, em 1998/99, dando sequência aos “bis” obtidos por Bobby Robson e António Oliveira.


Tem também no seu currículo duas Taças de Portugal, ambas com o F.C. Porto, e uma Taça da Grécia como AEK Atenas, em 2001/02. No Sporting, em 2003/04, e no Benfica, em 2006/07 e no arranque da época seguinte, teve passagens menos felizes.

Fernando Santos ocupou durante quatro anos o cargo de selecionador da Grécia, tendo alcançado os quartos de final do Euro 2012 e o “oitavos” do Mundial 2014, naquele que foi o maior feito do futebol helénico num Campeonato do Mundo (nunca tinha passado da fase de grupos).

JN

Comentários

Comentários

Deixe um Cometário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*