Home / A tua cara não me é estranha / Concorrentes do “Masterchef” e da “A Tua Cara Não Me É Estranha Kids” em APUROS

Concorrentes do “Masterchef” e da “A Tua Cara Não Me É Estranha Kids” em APUROS

Os concorrentes dos reality shows não têm uma vida fácil. Enquanto os cozinheiros vivem apertados num apartamento, os cantores são “obrigados” a faltar às aulas.

Engana-se quem pensa que os concorrentes dos reality shows têm uma vida fácil. Para participar no “Masterchef”, da estação de Queluz, os aspirantes a chefs de cozinha têm de deixar os seus trabalhos e mudar-se para a capital, onde são alojados num minúsculo apartamento.

“Ficam todos num apartamento superpequeno. Não tem nada a ver com as condições em que ficam os concorrentes nos programas lá fora. No início eram 15 a viver lá, e o apartamento só tem duas casas de banho. A cozinha, então, muitas vezes nem se pode entrar”, contou uma fonte ligada ao programa.

Uma situação que é o oposto do que acontece no programa conduzido por Manuel Luís Goucha, onde não falta espaço, todos os utensílios e os ingredientes necessários para que o formato produzido pela Shine continue a ser líder aos sábados à noite.

Contudo, fora do programa, os concorrentes apertam-se no minúsculo apartamento.

Noitadas e faltas

Em “A Tua Cara Não Me É Estranha – Kids”, programa apresentado por Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha, os pais dos cantores de palmo e meio têm de se deslocar a Lisboa, todas as semanas, para que os filhos possam ensaiar. Porém, o que parece incomodar ainda mais é a hora em que é transmitido o programa dos domingos à noite.

O caça-talentos começa às 21h45 e só termina pouco depois da 01h00 da manhã, hora em que a maioria das famílias tem de regressar a casa.

“É sempre muito cansativo, porque o programa acaba muito tarde. Nós, como moramos longe, só chegamos a casa por volta das 05h30 da manhã. Claro que depois da noitada a Diana não consegue ir à escola”, contou a mãe de Diana Martins, uma das concorrentes do programa.

Fonte: Impala

Comentários

Comentários

One comment

  1. em desacordo total (Masterchef Portugal) com uma vivencia extra mais familiar num apartamento – grande ou pequeno (nao interessa o tamanho) em comum (15 concurrentes). Isto é da minha maneira de ver uma manipulação psico-sensivel distabilizadora emocional para um fraco ou menos bom rendimento no/para o programa realityshow – (nao interessa o conteudo ou o formato do mesmo)
    concordo com algumas contrariedades socio-manipuladoras da sociedade em questao realityshows “infantis” (horario de realização do mesmo 21:45 – apos o final dos respetivos telejornais informativos ou segunda possibilidade de ser um horario durante a manha ou de tarde). Os respetivos pais, encarregados de educação ou outros familiares proximos teem que ter a consciencia de certas contraiedades e/ou contratempos ou sacrificios extra-realityshows e acreditando num futuro ou nao apoiando-os (menores) nas vivencias, habilidades, capacidades filosofias e preconceitos sociais.
    exemplo do meu caso pessoal: participei num pequeno estudo nacional sobre a obesidade infantil em 1997/1998, por via telefone respondendo a perguntas de alimentação com alguma elaboração nutricional – familiar e escolar. numa “curta viagem a lisboa” – apos uma pesquisa e consolidação de dados participei numa curtametragem sobre o assunto, tambem tive o mesmo problema das filmagens horario semelhante (foi uma vez sem exemplo)

Deixe um Cometário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*